Alemanha, Bélgica e Holanda destroem 10 milhões de ovos contaminados com pesticida



A Alemanha, a Bélgica e a Holanda ordenaram a destruição de mais de 10 milhões de ovos contaminados com fipronil, um pesticida proibido na cadeia alimentar. A União Europeia já fez saber que está a acompanhar o caso e que a situação está “sob controlo”. Trata-se de um pesticida que a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera tóxico para o uso humano.

A primeira detecção deste um insecticida de amplo espectro em ovos aconteceu na Bélgica, a 20 de Abril, mas foi limitada a una área local. Pouco mais de um mês depois, a 28 de Julho, o alerta chegou à Holanda. E agora é a vez da Alemanha dar a voz de alerta. As primeiras estimativas oficiais apontam para mais de dez milhões de ovos afectados.

O fipronil está autorizado em explorações agropecuárias para eliminar piolhos e pulgas em galinheiros, entre outras aplicações. Segundo as investigações em curso, tudo indica que o uso deste insecticida, por si só ou em combinação com outros produtos para melhorar a sua eficácia, terá causado esta contaminação. O pesticida deverá ter penetrado no interior dos ovos devido à porosidade natural da sua casca.

O organismo holandês responsável pela segurança alimentar (NVWA) esperava terminar ontem, 3 de Agosto, os trabalhos de controlo em 180 explorações avícolas na Holanda que supostamente terão utilizado fipronil, um pesticida que a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera tóxico para o uso humano.


Fonte: Agricultura e Mar ->  http://agriculturaemar.com/alemanha-belgica-holanda-destroem-10-milhoes-ovos-contaminados-pesticida/
Data de publicação: 2017-08-07 13:06:40

        

247 visualizações