Governo altera apoios para vacas em aleitamento



As condições climáticas adversas de seca persistente que se têm vindo a verificar em Portugal continental no ano agrícola 2018/2019 têm afetado significativamente as atividades agrícolas, condicionando, nomeadamente, a obtenção de recursos forrageiros para a alimentação animal.

Com efeito, esta situação tem vindo a verificar-se repetidamente ao longo dos últimos anos de uma forma acentuada, com efeitos cumulativos, que se repercutem negativamente na atividade de produção de bovinos de carne e, consequentemente, nos rendimentos dos respetivos produtores.

Face a esta situação foi publicado dia 2 de Outubro o Despacho Normativo nº22/2019 que altera o nº14/2014. Assim para prémio as vacas em aleitamento devem ter parido nos últimos 24 meses e são elegíveis as novilhas, num máximo de 40% de vacas em aleitamento elegíveis a prémio.

O presente despacho entrega em vigor dia 1 de Janeiro de 2020 e é apenas aplicável ao Pedido único de 2020.

Despacho nº22/2019


Fonte: Governo de Portugal ->  https://dre.pt/web/guest/pesquisa/-/search/125046940/details/maximized?filterEnd=2019-10-02&filterStart=2019-10-02&filterAction=TRUE&q=pr%C3%A9mio&fqs=pr%C3%A9mio&perPage=25
Data de publicação: 2019-10-03 08:44:24

2546 visualizações