Notícias

Sustentabilidade permanece em alta na agenda dos produtores europeus de bovinos de carne

 

Preços justos, alimentos alternativos, check-ups à saúde dos animais antes da compra, formação aos operadores para reduzir o stress dos animais no maneio e melhoria da qualidade da carne e ainda da biodiversidade, estão sob as luzes da
ribalta para 2022.

Os produtores de bovinos de carne na Europa continuam empenhados nesta colaboração estreita e contínua com a rede BovINE através de reuniões nacionais e internacionais, e da ligação com os coordenadores regionais (NMs) do projecto, para expressar e partilhar as suas necessidades em informação, ferramentas, e orientação prática, no sentido de garantir uma maior sustentabilidade das suas práticas agrícolas e das suas operações comerciais.

O resultado desta colaboração estreita é a seleção dos oito Tópicos Prioritários do BovINE para 2022, dois para cada uma das áreas temáticas do projeto:
- Resiliência Sócio-Económica
- Saúde e Bem-Estar Animal
- Eficiência da Produção e Qualidade da Carne
- Sustentabilidade Ambiental.

Os quatro Grupos Técnicos de Trabalho do BovINE (GTTs), um por cada área temática, liderados por investigadores de instituições de investigação e/ou ensino superior, apoiados por peritos e pelos coordenadores das redes regionais de Associações de Produtores, identificarão na literatura existente, recomendações de política e boas práticas na exploração agrícola para produzir soluções para estas necessidades prioritárias expressas pelos agricultores. “Aqui em Portugal”, diz José Pais da ACBM, coordenador da rede regional do BovINE, “os nossos produtores acolheram favoravelmente a oportunidade de partilhar as suas necessidades em termos de informação, orientação e boas práticas, que sirvam de apoio ao seu caminho rumo a uma maior sustentabilidade.”

Os tópicos prioritários do BovINE para 2022 vão desde: assegurar uma distribuição mais justa do preço pago ao longo da cadeia de abastecimento da carne de bovino, até à utilização de alimentos alternativos para animais, a fim de reduzir os elevados custos das matérias-primas; estabelecer controlos sanitários nas explorações de origem de animais jovens antes da compra ou venda; garantir formação em bem-estar animal para operadores e produtores para reduzir o stress nos animais durante o maneio; desde a identificação e validação de ferramentas para calcular e melhorar a sustentabilidade ambiental e a biodiversidade nas explorações de bovinos de carne; e desenvolver ferramentas e estratégias para melhorar a qualidade da carne.

“Os grupos técnicos de trabalho trabalharão no sentido de encontrar evidência científica e orientações ao nível das necessidades prioritárias para 2022,” diz Magda Aguiar Fontes, coordenadora do BovINE em Portugal, “e, sempre que possível, organizar demonstrações em explorações de bovinos de carne para apresentar boas práticas ‘de uso imediato’ pelos produtores”.

A rede BovINE em Portugal irá ainda ouvir mais uma vez os produtores nacionais e partilhar boas práticas e inovações no seu Encontro Nacional a realizar presencialmente em Portugal no Outono de 2022.

Para receber informação atualizada sobre o Encontro Nacional do BovINE por favor contacte Magda Aguiar Fontes no e-mail: magdaaguiar@fmv.ulisboa.pt ou José Pais no e-mail: pais@acbm.pt.

“Todos os produtores de bovinos de carne, seus consultores, empresas e serviços veterinários podem aceder à vasta gama e número crescente de boas práticas e inovações já recolhidas pela rede BovINE acessível através da BovINE Knowledge Hub (BKH), acrescenta José Pais.

Para se manter a par das notícias do projecto, aceda ao website do BovINE onde também se pode registar para receber a newsletter.


Fonte: BovINE Consultar fonte
Data de publicação: 30/03/2022 09:27

Pub.